Feliz 2016!

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015
Oi gente,

Tudo bem?

Estou passando para desejar um feliz ano novo para todos vocês!!!!

Obrigada por terem me acompanhado nesse ano. Fiz ótimas leituras e conheci pessoas incríveis em 2015.

Espero que 2016 seja um ano abençoado e que todos nós possamos realizar os nossos sonhos. 

Fiquem ligados no Entre Páginas e Sonhos que vem novidade por aí.


FELIZ 2016 <3




Sorteio 5 anos de "O clube da meia-noite"

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015



O clube da meia noite completa 5 anos hoje, dia 10 /12 . Por isso, alguns blogs amigos se uniram para fazer uma mega promoção. Vamos comemorar e quem ganha é vocês, leitores dos blogs.

Gostou dos promoção?, então confira abaixo as regras e participe. 

Boa sorte!


Regras:

• Haverá apenas um ganhador para cada Kit;
• Preencher corretamente o formulário Rafflecopter. Após seguir as orientações de cada formulário, chances-extras aparecerão. Quanto mais delas cumprir, maior será sua chance de ser sorteado;
• Os livros serão enviados em até 45 dias após a divulgação do resultado;
• Ter endereço de entrega no Brasil.


Kit 1:




Kit 2:





Kit 3:



Minha Caixinha do Correio #48

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015




Oi gente,

Vem ver minha caixinha do correio. Tem livros de cortesias e compras!!!!!




Cortesias


Recebi da editora Arqueiro, o livro "Mundo sem fim" de Ken Follet. Ele veio num box maravilhoso com 2 volumes. Estou apaixonada. Em breve resenha. Obrigada Arqueiro!




Recebi da editora Arqueiro, o livro "O último dos canalhas" de Loretta Chase. Em breve resenha. Obrigada Arqueiro!




Recebi da editora Novo Conceito, o livro "O Bangalô" de Sarah Jio. Em breve resenha. Obrigada Novo Conceito!




Recebi da editora Novo Conceito, o livro "Esperando por Doggo" de Mark B. Mills. Em breve resenha. Obrigada Novo Conceito!




Recebi da editora Novo Conceito, o livro "A desconhecida" de Peter Swanson. Em breve resenha. Obrigada Novo Conceito!




Recebi da editora Novo Conceito, o livro "Todos os nossos ontens" de Cristin Terrill. Em breve resenha. Obrigada Novo Conceito!




Recebi da editora Geração, o livro "Cova 312" de Daniela Arbex. Em breve resenha. Obrigada Geração!




Recebi do autor, o livro "Os crimes do dançarino da Sé" de Marcelo Antinori. Em breve resenha. Obrigada Marcelo!






Compras



Aproveitei a black friday para comprar livros de línguas estrangeiras porque é sempre bom treinar e reciclar o estudo. Paguei 27,00 nos dois. Amei! 

Um é "O essencial dos guias de conversação em inglês, espanhol e francês. O outro é "Como dizer tudo e como escrever tudo em inglês" de Ron Martinez, Ph.d.






Mimos



Recebi o calendário 2016 da Editora Arqueiro. Já vou colocar na minha estante. Obrigada Arqueiro!!!



Beijos


Meu sapato Valentino do Aliexpress

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015
Oi gente,

Vem ver o meu sapato réplica da Valentino. Ele é maravilhoso e estou apaixonada <3.

Se inscreva no canal para ficar por dentro dos próximos vídeos.

bjs





Link do vendedor:


Resenha do livro: Antes de Partir Desta pra uma Melhor de Jonathan Tropper

terça-feira, 1 de dezembro de 2015





             Título original: One last thing before i go 
             Editora Arqueiro
             Literatura estrangeira/Drama
             Número de páginas: 256


Sinopse: Não é preciso ser nenhum gênio para perceber que a vida de Drew Silver é uma sequência de decisões equivocadas. Faz quase uma década que sua banda de rock emplacou uma música, filha única de mãe solteira. Desde então, a banda se separou, sua mulher o largou e Silver tem assistido a vida passar, tocando em casamentos – quando aparece algum – e descontando os cheques cada vez menos frequentes que recebe pelos direitos autorais de seu único sucesso. Silver então descobre que a ex-mulher está prestes a se casar de novo e que a filha adolescente, Casey, está grávida. Para completar, depois de sofrer um derrame que o deixa incapaz de controlar a língua e guardar para si o que pensa, ele precisa de uma cirurgia no coração. Diante desse cenário, o músico fracassado depara com a pergunta decisiva: será que vale a pena salvar uma vida tão mal vivida? Assim, sob o olhar exasperado da família, ele toma a decisão radical de se recusar a fazer a cirurgia e dedicar o pouco tempo que lhe resta a tentar consertar o relacionamento com Casey e aproveitar a vida – mesmo que ela não dure muito. Com diálogos rápidos, irônicos e sagazes, Jonathan Tropper confirma sua habilidade em retratar com humor e perspicácia o lado oculto da família moderna.



Fiquei fã de Jonathan Tropper depois que li o seu livro, Sete Dias Sem Fim que é uma tragicomédia sensacional e tem resenha no blog. Quem gosta de protagonistas reais, cheios de problemas hilários e até meio tristes, vai se deliciar com a narrativa e as tramas do autor. Quando soube do lançamento desse título, corri para ler porque sabia que seria uma leitura prazerosa, embora o final tenha ficado um pouco no ar para mim.

A história é sobre Drew Silver, um ex-integrante de uma banda de rock que emplacou somente uma música de sucesso há mais de 10 anos. Ele continua se apresentando em festas de casamento, quando lhe chamam, mas a sua vida virou de pernas para o ar. Depois que o vocalista abandona a banda para ter uma carreira solo (e consegue fazer sucesso, para raiva dos integrantes), a banda deixa de existir e cada um vai um lado.

Porém, Drew não desiste de ser músico que é o seu grande sonho, mesmo que isso custasse seu casamento e o relacionamento com a filha Casey. Depois de vários problemas, Drew é abandonado pela esposa Denise e perde o contato com Casey. Ele passa a viver uma vida solitária, sem amor e nem ninguém. Até que descobre que a ex-mulher se casará novamente e que a filha adolescente está grávida.

Além disso, ele sofre um derrame e descobre que precisa operar um aneurisma se quiser continuar vivendo. Por ironia do destino, o seu médico é o futuro marido da ex-mulher que ainda ama. Drew está convicto que não fará a cirurgia, deixando todos preocupados e perplexos, mas refletindo sobre sua vida, ele não quer voltar a ter aquela vida medíocre e promete que tentará ser um pai melhor, um homem melhor, se apaixonar e morrer.

"Ele acorda e pensa: Estou vivo. Esse fato simples o enche de uma sensação de conquista. Não morreu dormindo." pág 99

A partir daí, a vida de Drew passa a ser uma grande aventura. Ele mora num hotel e seu melhores amigos Jack e Oliver também moram lá, sendo todos solitários e abandonados pela família. Eu adorei Jack e Oliver, me diverti muito com eles. Eles são essenciais nessa busca da nova vida de Drew. Casey também vai morar com o pai porque sua gravidez foi um choque para a mãe e vê no pai a oportunidade de uma nova aproximação, além de tentar convencê-lo a fazer a cirurgia.

Drew não é um protagonista santinho e sofredor. Ele tem muita culpa no cartório por ter esse vida péssima que leva e por ter sido abandonado pela mulher. Casey foi ignorado por ele durante muito tempo e apesar da mágoa que carrega do pai, ela lhe dará uma nova chance. Jonathan tem um dom de fazer com que tenhamos dó e pena de personagens errados kkkkk. Mas a verdade é que torci muito por ele e o final foi uma surpresa. Eu não tinha entendido muito bem, mas enquanto fazia essa resenha, parece que caiu a ficha. O final fez sentido sim, no começo não tinha gostado, mas agora eu assimilei e aprovei.

As aventuras que Drew passa no livro são sensacionais e mostram que todos merecem  uma segunda ou terceira chance. A doença fez Drew repensar na vida e querer mudar para melhor, portanto não precisamos deixar chegar a esse ponto para sermos felizes. Quanto mais rápido quisermos mudar, mais rápido conseguiremos cumprir nosso destino. Adorei todos os personagens, principalmente, Drew, Jack, Oliver, o futuro marido de Denise e Casey. A história agregou muito em minha vida.

Será que Drew terá sua família de volta? Será que ele realizará seus desejos? Será que ele fará a cirurgia? Só lendo para saber. A narrativa está em terceira pessoa e é fluida e gostosa de ler. As páginas são amareladas e a diagramação é simples. A capa está bem chamativa e bonita. Recomendado!!!!


Resenha do livro: Predestinadas de Jessica Spotswood

quarta-feira, 25 de novembro de 2015





               Título original: Sister´s fate
               Editora Arqueiro
               Literatura estrangeira/Ficção
               Número de páginas: 288


Sinopse: Cate Cahill acabou de ser apagada da memória de Finn, o grande amor de sua vida. A responsável por essa traição foi Maura, uma de suas irmãs, e Cate está certa de que nunca vai conseguir perdoá-la. Enquanto isso, Tess, a caçula, está às voltas com visões cada vez mais assustadoras. Como se não bastasse, a Nova Inglaterra vem sendo tomada por uma febre mortal sem precedentes. Preocupada, Cate quer ajudar a todos, mas é impossível fazer isso sem revelar seus poderes e, assim, aumentar a fúria dos Irmãos da Fraternidade, os implacáveis caçadores de bruxas. Em meio a desavenças com suas aliadas em potencial, Cate terá que se desdobrar para conseguir prestar o auxílio que deseja, proteger Tess e Finn e lutar por uma nova ordem que permita que as bruxas sejam representadas no governo de sua cidade e não precisem mais se esconder. Predestinadas é o desfecho de uma saga permeada de delicadeza, cores, magia e fortes emoções. As irmãs Cahill terão que enfrentar os maiores desafios de sua vida, e o amor que sentem uma pela outra será fundamental nessa jornada.



Pode conter spoilers da trilogia As Crônicas das Irmãs Bruxas


"Predestinadas" é o terceiro e último livro da trilogia As Crônicas das Irmãs Bruxas. Essa série é uma das melhores que li nos últimos tempos e termina maravilhosa bem. Depois que terminei o livro, fiquei alguns minutos refletindo sobre ele porque o fim foi um pouco inesperado, mas foi perfeito. Como é bom finalizar uma trilogia preferida e ficar com uma sensação de dever cumprido, né. As resenhas de Enfeitiçadas e Amaldiçoadas estão aqui. 

A história se inicia onde o livro anterior parou. Maura acaba de apagar as memórias de Finn e faz com que ele esqueça a história de amor que tem com Cate. Maura se vira contra as irmãs e apoia a irmã Inez, uma traiçoeira que quer o poder só para ela, não se importando com mais ninguém. Cate tem certeza que nunca perdoará a irmã e cada vez mais, elas estão se afastando uma da outra.

Enquanto isso, Tess, a bruxa da profecia vem sofrendo pesadelos e visões assustadoras. Tess será a bruxa mais poderosa da nova era ou suscitará um segundo terror? O medo da profecia continua assombrando as meninas onde somente duas delas sobreviverão ao novo século. Os nervos das irmãs estão a flor da pele e o pior é que elas viraram praticamente inimigas. Cate sente muita falta de Finn e a dor de perdê-lo é dilacerante, porém nem tudo pode estar perdido. Ela pode reconquistá-lo, se quiser tê-lo de volta.

A sociedade está em polvorosa com medo das bruxas e tudo por causa dos irmãos da fraternidade que incentivam a violência e ódio contra elas. As mulheres estão aflitas, já que os irmãos podem ressurgir com a fogueira e que a situação delas fique cada vez mais precária. Cate está determinada a evitar que uma nova carnificina aconteça, mas as dificuldades são gigantescas e ela terá que arriscar a própria vida para tentar acabar com as injustiças do irmãos.

"Mas, de algum modo, parece que estou perdendo minhas duas irmãs". pág 128

Para ajudar, a Nova Inglaterra está sendo assolada por uma febre terrível. Os irmão estão tentando esconder da população, mas a doença está se alastrando rapidamente nas regiões pobres e ricas da cidade. Cate e as bruxas com o dom da cura querem curar as pessoas, mas é arriscado porque elas não podem revelar seus poderes aos habitantes, já que os caçadores de bruxas estão a solta.

Cate tem que se transformar em várias para proteger Tess, ajudar a população contra  a febre, se livrar da maldade dos irmãos da fraternidade, reconquistar Finn, encontrar aliados contra os irmãos e ajudar para que as bruxas sejam representadas no governo e que não precisem mais se esconder. Será que Cate conseguirá cumprir todas essas atividades e ficará com Finn? Além disso, será que a profecia se realizará e uma das irmãs Cahill morrerá? Será que os irmãos da fraternidade conseguirá exterminar as bruxas da Nova Inglaterra?

A leitura é bem ágil, frenética e inesperada. Cate não para um segundo e com a ajuda de alguns fiéis amigos e bruxas fará de tudo o que estiver ao seu alcance. Eu adoro a Cate por ser forte, amigável, inteligente, íntegra e lutar por seus ideais. Ela é uma protagonista fantástica. Tess é frágil, honesta e terá um papel muito importante na história. Maura tem personalidade forte, é ambiciosa, mas apesar de tudo só quer ser amada. Finn é um doce, quase tive uma amor platônico por ele rsrs. Ele é carinhoso, apaixonado, luta pelo bem e não vai desistir de Cate.

A narrativa está em primeira pessoa por Cate e é fluída e gostosa de acompanhar. As páginas são amareladas e a diagramação é simples. A capa é perfeita como as outras da série. O final é super intenso e te deixa grudada nas páginas finais porque tem vários acontecimentos bem chocantes, mas se encaixam perfeitamente na história. Eu simplesmente amei essa trilogia e recomendo de olhos fechados. Amei <3 <3


Resenha do livro: A Primeira Chance de Abbi Glines

segunda-feira, 23 de novembro de 2015




            Título original: Take a chance
            Editora Arqueiro
            Literatura estrangeira/New adult
            Número de páginas:224


Sinopse: Quando o pai roqueiro de Harlow Manning sai em turnê, ele a envia para Rosemary Beach, na Flórida, para viver com sua meia-irmã Nan. O problema: Nan a odeia. Harlow tem que manter a cabeça para baixo, se ela quer passar os próximos nove meses em paz. Isso parecia ser fácil... Até que o lindo Grant Carter sai do quarto de Nan. Grant cometeu um grande erro em se envolver com uma garota com veneno nas veias. Ele sabia sobre a reputação de Nan, mas ainda sim não conseguiu resistir a ela. Nada faz ele se arrepender da aventura mais do que seu encontro com Harlow, que o deixa com o pulso acelerado. No entanto, Harlow não quer ter nada a ver com um cara que poderia se apaixonar por sua meia-irmã malvada. Mesmo não existindo amarras entre Grant e Nan. Grant está desesperado para se redimir aos olhos de Harlow, mas ele arruinou suas chances com ela antes mesmo de conhecê-la...


A Saga Rosemary Beach  contém 14 livros  e narra a história de amor de vários casais como Blaire e Rush (Paixão sem limites, Tentação sem limites, Amor sem limites e Rush sem limites); Woods e Della (Estranha perfeição e Simples perfeição). "A primeira chance" é o primeiro livro de Grant e Harlow e o sétimo da série lançado pela editora Arqueiro. Lembrando que eu fiz resenha de 6 livros da saga, é só procurar na busca do blog :).

Conhecemos o meio-irmão de Rush desde o primeiro livro da saga: Paixão sem limites. Eu confesso que me simpatizei muito com Grant nos primeiros contatos que tive com ele e estava ansiosa para ler a sua história, porém ele me decepcionou bastante. Por isso, acho que esse livro da saga foi o mais fraco que li até agora e sinceramente, não sei se continuarei lendo os outros, porque tem uma hora que cansa ficar presa em tantos livros, sendo que poderiam ter sido compilados em menos livros.

Apesar de não ter ficado contente com ele, os livros da Abbi Glines são ótimos para relaxar e ter uma leitura rápida. Grant tem uma ligação forte com Nan, a irmã bruxa de Rush, mesmo ela o desprezando e o tratando mal. Parece que ela fez uma macumba com ele porque Grant sempre vai parar na cama dela e no dia seguinte é maltratado. Grant não se valoriza e é um tremendo galinha e cafajeste. Isso já me deu um nojinho dele, sério.

Nan tem uma meia-irmã, Harlow que tem o amor do pai Kiro, um integrante da Slave Damon. Nan morre de ciúmes dessa ligação que Harlow tem com Kiro porque ela é super desprezada por ele, já que tem essa personalidade medonha. Nan não tem amor de pai e nem mãe, além de morrer de ciúmes de Rush com Blaire, a esposa do irmão. Nan viu em Grant a possibilidade de prender alguém por prazer porque não existe um pingo de amor entre eles.

"- Você vai voltar a confiar em mim - foi tudo o que disse. Não soltou a minha mão, e eu não discuti mais. Não havia motivo." pág 139

Grant conhece Harlow e fica encantado com ela, mas desanima quando descobre que ela é meia-irmã de Nan. Como ele vai ter uma relação com ela e se tem essa história maluca com Nan? Todos ficam contra essa aproximação, mas Grant e Harlow passam um tempo juntos e acabam se apaixonando. Eles têm uma ligação muito forte e Harlow lhe entrega sua virgindade. Só que Grant fica assustado porque está tendo sentimentos que nunca sentiu por ninguém e foge para longe dela. Isso também já me deu raiva de Grant.

Depois de um tempo ele volta. As ligações que ele fez para Harlow não chegaram para ela e para piorar, ela o pega na cama com Nan. Como é possível eles ficarem juntos? Harlow está decidida a esquecer Grant, mas ele não vai desistir tão fácil de seu amor por ela. A história entre eles é um pouco complicada porque além de ter que surgir uma confiança entre eles, Harlow tem um segredo que esconde de todos que pode dizimar com essa história de amor.

Kiro também esconde um segredo que vai chocar Harlow e vai mudar a sua vida. Quantos segredos, né rsrsrs. Enquanto vamos acompanhando a trama, Grant e Harlow protagonistam muitas cenas de sexo. O final termina no ápice e fez um pouco de sentido sim. Agora só no próximo livro para conhecermos o fim dessa história de amor. O legal de séries é que acompanhamos os personagens dos livros anteriores e é exatamente o que acontece com a Saga Rosemary Beach.

A narrativa está em primeira pessoa por Grant e Harlow e é gostosa de acompanhar. As páginas são amareladas e a diagramação é simples. A capa é muito bonita e segue o estilo das capas da saga. Grant não me agradou e espero que ele se transforme numa pessoa melhor, mas Harlow é fofinha e é uma boa protagonista, tomara que seja feliz. Torço que o livro final deles seja muito melhor e que a Abbi Glines acerte na história dessa vez.





Sam Smith - Playlist

terça-feira, 17 de novembro de 2015


Oi gente,

Estou de volta com a coluna playlist e o artista de hoje é: Sam Smith!!! \0/

Eu já conhecia algumas músicas dele, mas nunca tinha ouvido toda a sua discografia. Depois que eu assisti ao show dele no Rock in Rio 2015 pela tv, fiquei totalmente viciada no Sam e nas músicas rsrs.

Ele tem uma voz espetacular e as músicas são maravilhosas. As letras são bem tristes, mas ele tem o dom de transformá-las em algo lindo. Fico de queixo caído com a sua potência vocal, toda vez que ouço suas canções. Além disso, ele é super fofinho. 

Segue a minha lista Top 12 do Sam Smith <3:




I´m Not The Only One





Stay With Me



Like I Can



Lay Me Down




Money On My Mind




Leave Your Love



Latch





Make It To Me





Restart



Not In That Way



Life Support




I´ve Told You Now




Beijos

Resenha do livro: Zac e Mia de A. J. Betts

quinta-feira, 12 de novembro de 2015




                    Título original: Zac and Mia
                    Editora Novo Conceito
                    Literatura estrangeira/Sick-lit
                    Número de páginas: 288


Sinopse: A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia - bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso. No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela. Mas no hospital as regras são diferentes. Uma batida na parede do seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente. Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam tanto um do outro? Contada sob a perspectiva de ambos, Zac e Mia é a história tocante de dois adolescentes comuns em circunstâncias extraordinárias.


Eu adoro sick-lit que é um gênero literário com narrativa triste, melancólica e carregada de emoção. Esse gênero sempre nos mostra como a realidade da vida é nua e crua, portanto não espere histórias com felizes para sempre ou que todos os personagens sobrevivam. Apesar do sofrimento das histórias, elas sempre nos mostram que a esperança é a última que morre e que vale a pena lutar pela vida.

A história é sobre Zac e Mia, dois adolescentes que apesar da pouca idade, já enfrentam uma batalha pela vida. Zac Meier tem leucemia e acaba de fazer um transplante de medula depois que a doença retorna. Ele está acostumado com a rotina do hospital e luta bravamente para sobreviver, principalmente pela sua mãe. A família de Zac vive em uma fazenda turística com filhotes de animais e colheitas, atraindo pessoas de todos os lugares para visitas. Toda a família de Zac o apoia muito e sua mãe não o deixa um segundo dentro do hospital.

Devido a complexidade do transplante de medula, Zac fica trancafiado dentro do quarto do hospital por mais de um mês e começa a ficar entendiado. Ele sempre foi um exemplo para seus familiares e conhecidos, embora não se sinta melhor que ninguém, já que ele não escolheu essa vida e gosta de ver o lado positivo de tudo. Zac gosta de fazer amizades dentro do hospital, já que lá é sua segunda casa.

A enfermeira Nina é uma grande amiga, assim como o paciente Cam que sempre fica no quarto do lado e tem tumor cerebral. A maioria dos pacientes na ala oncológica são idosos, portanto quando tem um paciente mais jovem, é uma ótima oportunidade de fazer novos amigos. Um dia, Zac ouve uma grande confusão no quarto ao lado e escuta novas vozes alteradas. Ele descobre que é Mia, uma adolescente rebelde que está inconformada com sua doença: câncer no osso do tornozelo.

"De todos, eu sou o menos corajoso. Nunca me alistei para essa guerra. A leucemia me convocou, essa filha da puta." pág 51

Como ele não pode sair do quarto, eles passam a se comunicar através de batidas na parede e bilhetes, até que ela o adiciona no facebook. Zac fica confuso se a aceita porque nunca a viu pessoalmente, mas resolver adicioná-la, pois sabe que ela precisa de amigos. Zac percebe que ela não contou para ninguém sobre a doença e está vivendo virtualmente como sempre fez, o que é muito estranho. Zac e Mia acabam virando amigos dentro do hospital e isso faz com seus dias sejam mais interessantes. Quando Zac recebe alta, Mia tinha sido transferida de andar e excluído o facebook, portanto Zac fica sem notícias dela por muitos meses.

Mia quer fugir da sua nova vida. Ela não se conforma com o câncer que teve e que levou seu pé e metade da canela. Ela fica amputada, sem cabelo, sem namorado, sem amigos e perdida. Ela está revoltada com a vida e só pensa em fugir para longe do hospital e de todos ao seu redor. Ela pega uma mochila, coloca alguns itens pessoais e pouco dinheiro, e parte para longe da cidade. Ela não tem destino e por obra do acaso, vai parar na fazenda de Zac. Zac fica surpreso com a visita de Mia e só quer ajudá-la, pois percebe como ela está confusa e triste.

A partir daí, os dois vão estreitar os laços e ajudar um ao outro, apesar dos contratempos. Será que Mia um dia vai deixar o passado para trás, apesar de toda a dor e ser feliz novamente? Será que Zac vai viver sua vida normalmente depois do transplante? Zac é fissurado em pesquisas na internet sobre câncer e sabe as porcentagens que tem de cura. A relação que eles vão construindo é bem difícil porque Mia não confia nas pessoas. A história entre os dois é linda e cheia de significados, pois a transformação que eles tem ao longo do livro é muito marcante. O final é perfeito e me deixou emocionada.

A narrativa é intercalada entre Mia e Zac, o que é ótimo porque descobrimos os dois lados da história. O livro é divido em três partes. Não gostei muito da capa porque não atrai muito os leitores e não tem a ver com a história. As páginas são amareladas e a diagramação é simples com detalhe de flor em todos os inícios de capítulos. Fiquei com vontade colocar o Zac no colo de tão fofo, compreensivo e amoroso que ele é, pois ele não deixou a leucemia o destruir por dentro. Mia é mais cabeça dura e rebelde, mas é uma situação que deixaria qualquer um assim. Adorei os dois.

Amei o livro.  O livro é perfeito <3


Minhas melhores leituras de Janeiro a Junho de 2015

segunda-feira, 9 de novembro de 2015
Oi gente,

Esse ano eu esqueci de compartilhar mensalmente com vocês as minhas leituras (desculpa!), portanto farei duas postagens com as minhas melhores leituras de 2015. 

Essa é a primeira com as leituras de janeiro a junho de 2015 e a próxima terá leituras de agosto a dezembro de 2015. Separei os melhores livros que li durante esse período e que vale a pena vocês lerem <3. Vamos lá:









Até a próxima lista

Beijos

Resenha do livro: O Despertar do Príncipe de Colleen Houck

quinta-feira, 29 de outubro de 2015




              Título original: Reawakened
              Editora Arqueiro
              Literatura estrangeira/Ficção
              Número de páginas: 384



Sinopse: Aos 17 anos, Liliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos e bem-sucedidos, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade. Mas para isso ela precisa seguir algumas regras: só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem. Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira, quando uma figura espantosa cruza o seu caminho: uma múmia — na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos. A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amon até o lendário Vale dos Reis, no Egito, em busca dos outros dois irmãos adormecidos, numa luta contra o tempo para realizar a cerimônia que é a última esperança para salvar a humanidade do maligno deus Seth. Este é o primeiro volume da aguardada série Deuses do Egito, uma aventura fascinante que vai nos transportar para cenários extraordinários e nos apresentar a criaturas fantásticas da rica mitologia egípcia.


Eu sou totalmente fascinada pelo Antigo Egito desde criança, aliás sou apaixonada por arqueologia e meu sonho é ser arqueóloga. A antiga civilização egípcia sempre foi a minha preferida, talvez por ter monumentos fantásticos, uma mitologia incrível e ter realizado ações impressionantes como a mumificação. Por isso, fiquei alucinada quando li a sinopse de "O despertar do príncipe" e ele se tornou um dos meus livros favoritos. Preciso da continuação para ontem, Colleen!!!

"O despertar do príncipe" é o primeiro volume da série Deuses do Egito, uma aventura que nos leva a cenários extraordinários e nos apresenta criaturas fantásticas da rica mitologia egípcia. A história é sobre Liliana Young, uma jovem de 17 anos que tem uma vida aparentemente tranquila. Ela mora em um hotel chiquérrimo com os pais ricos e tem todas as mordomias materiais que poderia ter. O ponto negativo é que ela tem que agradar os pais mesmo contra a sua vontade e está sendo forçada a escolher uma profissão que não quer. Além disso, tem que ter os amigos que eles acham conveniente e ir bem na escola.

Um dos refúgios de Lily é o Metropolitan Museum of Art, onde ela passa suas tardes. Um dia, ela vai parar na seção egípcia que estava fechada para o público e se depara com uma múmia! Na verdade, a múmia é o príncipe Amon que tem poderes divinos e que acaba de acordar de um sono de mil anos, como sempre faz para salvar o mundo. Lily fica desconcertada com esse estranho tão encantador e acha que ele é maluco, por isso o ajuda. Porém, Amon faz uma cerimônia de ligação com ela, já que não encontra seus vasos canópicos com seus órgãos e sem eles ele não conseguirá encontrar seus irmão e deter Seth.

Amon fica perdido em Nova York, já que não compreende porque acordou tão longe de sua terra natal, mas Lily está disposta a ajudá-lo. Como Amon está ligado a Lily, tudo o que ela sentir, ele sente e vice-versa, mas ele pretende desfazer essa ligação quando concluir a sua misão. Claro que Lily não entende nada no começo, mas através de provas que Amon lhe dá, ela acredita em sua história.


"Ele me encarou com um olhar digno de falcão que fez com que eu me sentisse ao mesmo tempo vulnerável e poderosa. Meu coração começou a bater forte quando me aproximei dele, e seus olhos pareceram absorver todos os meus movimentos de uma vez só." pág 117

Lily sempre foi muito certinha e quer viver uma aventura, por isso se joga de cabeça na jornada que mudará a sua vida. Lily parte com Amon para o Egito para encontrar os irmãos de criação de Amon que também são príncipes com poderes divinos: Ahmose e Asten. Lily e Amon vão sentindo uma ligação muito forte entre eles e apesar da situação bizarra em que se encontram, Lily não deixa de pensar nele como um possível namorado, um príncipe egípcio com mais de 3 mil anos rsrs. Só que Amon reluta em se envolver e não vai deixar ela se aproximar dele.

A aventura que eles enfrentam é cheia de perigos, maldições armadilhas, deuses furiosos, cansaço, traidores, mas também encontrarão pessoas boas no meio do caminho. Ahmose e Asten são muito importantes no livro, assim como são bonitos, fofos, galantes e honestos. Dá vontade de ficar com os três kkkk, mas o meu preferido, sem dúvidas é Amom. Um homem íntegro, que coloca sua família em primeiro lugar, quer proteger Lily a todo custo e não vai desistir tão fácil de todos os objetivos, além de ser belíssimo.  

Lily é uma protagonista incrível porque apesar da pouca idade, se entrega de cabeça e coração para ajudar os príncipes a salvarem o mundo mais uma vez. Se eles não conseguirem, Seth o deus maligno, governará o mundo e o deixará no caos. Lily enfrentará perigo de morte, como todos os envolvidos nessa missão, mas nunca deixa de acreditar em Amon e no bem. 

A trama está dividida em três partes e no começo de cada parte é apresentada a história dos três deuses. A narrativa está em primeira pessoa por Lily é é muito fluída, envolvente e viciante. Toda a história tem referências aos deuses e aos monumentos egípcios. As páginas são amareladas e a diagramação é simples com detalhes bonitos. A capa está maravilhosa e perfeita. O final termina com um super gancho para o próximo livro. Eu estou que nem me aguento de curiosidade para ler os próximos.

Super recomendado. Amei o livro! <3



Minha Caixinha do Correio #47

quinta-feira, 22 de outubro de 2015


Oi gente,

Preparados para mais uma caixinha do correio? Vamos la! :)




Cortesias



Recebi da editora Arqueiro, o livro "A Primeira Chance" de Abbi Glines junto com bottom e marcador de página metalizado. Em breve resenha. Obrigada Arqueiro!




Recebi da editora Arqueiro, o livro "A Voz do Arqueiro" de Mia Sheridan. Em breve resenha. Obrigada Arqueiro!




Recebi da editora Arqueiro, o livro "Ligeiramente Escandalosos" de Mary Balogh. Em breve resenha. Obrigada Arqueiro!




Recebi da editora Arqueiro, o livro "A Irmandade Perdida" de Anne Fortier. Em breve resenha. Obrigada Arqueiro!




Recebi da Editora Novo Conceito, o livro "172 Horas na Lua" de Johan Harstad. Em breve resenha. Obrigada Novo Conceito!





Recebi da Editora Novo Conceito, o livro "Cinco Dias" de Julie Lawson Timmer. Em breve resenha. Obrigada Novo Conceito!




Recebi da Editora Novo Conceito, o livro "Eu Fico Loko 2" de Christian Figueiredo de Caldas. A resenha está aqui. Obrigada Novo Conceito!




Recebi da Editora Novo Conceito, o livro "Zac & Mia de A. J. Betts. Em breve resenha. Obrigada Novo Conceito!




Recebi da Editora Novo Conceito, o livro "Dez Coisas que Aprendi com o Amor" de Sarah Butler. Em breve resenha. Obrigada Novo Conceito!




Recebi da Editora Novo Conceito, o livro "A Aposta" de Vanessa Bosso. Em breve resenha. Obrigada Novo Conceito!



Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...