Minha vida com Fibrose Cística #3 e Homenagem a Jessica

terça-feira, 17 de junho de 2014
Se vocês perceberam, não atualizei o blog normalmente e nem retribuí comentários nessas últimas semanas e foi por um motivo que arrasou o meu coração: a minha única irmã Jessica faleceu aos 19 anos :´(. Não fiz esse post antes porque ainda estou de luto e não estava preparada para escrever sobre isso.

Ela estava muito feliz escrevendo nessa coluna e compartilhando informações sobre a Fibrose Cística, onde vocês puderam acompanhar os 2 posts que ela fez (os links estão ao final desse post), porém a vida nos passou uma rasteira e agora ela está nos braços de Deus e é meu anjo (sou católica, por isso acredito que ela está em um lugar maravilhoso ao lado de Deus). 

Tudo começou quando ela internou no dia 23 de abril e saiu no dia 9 de maio (ela internava periodicamente para receber antibiótico venal e eu sempre ficava com ela). Porém, ela apresentou febre e dores no peito no dia seguinte da alta e voltou para o hospital no dia 11 de maio. Ela travou uma batalha dura pela vida na UTI e depois de 30 dias de muito sofrimento dela e nosso, ela veio a falecer no dia 10 de junho.

Nunca pensei que ela partiria assim tão de repente, jovem e cheia de vida porque seu quadro estava bom até o fim do ano passado. Estou chocada e ao mesmo tempo não acredito que nunca mais ouvirei suas risadas e sentirei seu abraço. Depois de 15 dias na UTI, soubemos que algo não ia bem e a situação foi piorando aos poucos. Foi muito difícil vê-la naquela estado, mas eu, minha mãe e meu pai não a deixamos sozinha em nenhum minuto. Minha mãe deixou tudo e ficou com ela vários dias seguido e 12 dias antes de seu falecimento, a diretoria da UTI do hospital autorizou que nós três ficássemos dormindo ao lado dela durante 3 dias (o Hospital Santa Isabel foi maravilhoso) e a partir daí meu pai e minha mãe se revezavam e eu levava um e deixava o outro de carro.

Eu não ficava o dia todo com ela porque ela própria disse que era muito tenso para mim, mas creio que ela tinha mais segurança em ter nossos pais por perto. Fiquei com o meu coração apertado durante todo esse tempo e sofremos demais, mas sempre acreditando em sua recuperação e no seu transplante de pulmão. Eu ia vê-la todos os dias, sempre fazia o que podia e falava que a amava, o que hoje me deixa de coração leve porque ela sempre soube que era muito amada por todos nós.

Foram dias terríveis e para resumir: ela teve uma infecção que comprometeu muito o seu pulmão, que já era frágil pela Fibrose Cística. O gás carbônico se acumulou muito no seu organismo. Tudo o que ela precisava era respirar, mas infelizmente não conseguia. Durante todo esse tempo, ela passou por todos os procedimentos invazivos de UTI e tudo muito triste de acompanhar.

Minha irmã foi uma verdadeira guerreira porque mesmo quando os médicos não acreditavam mais, ela resistia e lutava pela vida, apesar de todo desconforto. Nós estávamos sempre com ela para dar força, amor e sofrendo junto. Eu tenho muito orgulho dela por sua perseverança e vontade de viver, pois não desistiu em nenhum momento.  Quis o destino que ela partisse ao lado do meu pai e da enfermagem em um momento de oração, exatamente às 11h48 do dia 10 de junho de 2014.

Eu e minha mãe chegamos um pouco depois e vê-la sem vida foi muito difícil, mas por outro lado ela estava livre do sofrimento e com um semblante sereno e linda porque parecia que dormia. Eu que fiz sua leve maquiagem porque ela era muito vaidosa e quis fazer isso por ela. Vocês não imaginam o carinho demonstrado por todos os profissionais que passaram pelo tratamento de minha irmã como enfermeiras, fisioterapeutas, médicos, psicólogos, nutricionistas, copeiros e auxiliar de limpeza, todos ficaram consternados. O velório e enterro foram os momentos mais difíceis e estranhos da minha vida porque sabia que seria a última vez que eu a tocaria e a beijaria. Na verdade, para mim ela podia acordar a qualquer momento e voltar pra casa conosco. Ela sempre foi muita querida e amada por todos e agradeço quem compartilhou nossa dor. Muitos amigos compareceram para prestar-lhe a última homenagem.

Para você que tem ou conhece alguém portador da Fibrose Cística, não desanime e saiba que cada um tem um organismo que reage de diversas formas. Infelizmente, perdemos a Jessica cedo demais e não conseguimos o seu transplante de pulmão, mas muitos conseguirão e viverão normalmente. Falo isso porque o namorado dela (será meu eterno cunhadinho), também tem FC e está na fila do transplante, portanto, continuaremos a lutar e torcer por ele em nome da Jessica.

Jessica, saiba que sua luta aqui na Terra não foi em vão. Dói muito, a saudade vai ficar para sempre, mas Deus quis que você estivesse agora junto dele. Você me ensinou valiosas lições e sua presença foi essencial na minha vida. A saudade é grande e machuca, mas tenho como conforto os incontáveis e maravilhosos momentos que passamos juntas. Você estará viva para sempre na minha memória e acredito que nos reencontraremos um dia. Sei que é o meu anjo a partir de agora.

Te amarei eternamente Jessica, minha querida irmã <3 <3 <3 <3 <3

OBS: Para desabafar (o jeito que encontrei para fazer isso foi escrevendo), criei uma coluna chamada "Querida Jessica" e nela falarei sobre meus sentimentos e histórias com a minha irmã. Também pretendo fazer minhas primeiras tatuagens e que serão em homenagem a Jessica. Aguardem!

Obrigada pelo carinho de todos vocês. Um beijo no coração.




43 comentários:

  1. Somos imotais enquanto vivemos no coração de quem amamos. Jéssica tornou-se seu anjo e sempre estará viva em seu coração. E eu acredito de coração que a morte não é o fim, e sim o começo de uma nova jornada. E digo por experiência que as melhores pessoas vão mais cedo... Cabe a nós seguir estes exemplos e dar o nosso melhor, até um dia reencontrar os que partiram antes. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Belle,
      Ela é meu anjo <3 <3
      Obrigada pelo carinho e pelas palavras.
      bjs

      Excluir
  2. Lindo Joyce!!!! Todos sentiremos muita falta da Jessica... mas ela sobreviverá em nossas lembranças.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dri,
      Ela sempre estará viva em nossas lembranças.
      bjs

      Excluir
  3. Lindo demais Joyce, me emocionei muito e sei que a Jessi está muito feliz por você ser essa mulher forte que vemos!
    Sei que não é fácil e nada que eu diga ou que já te falei faça a dor sumir, mas juntos vamos nos reerguer desse vazii que sentimos neste instante. *-* s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Yasmin,
      Obrigada pelo carinho e pela presença :)
      bjs

      Excluir
  4. Joyce, boa noite. Forças. Fui o professor da Jéssica, de Filosofia, no Leme do Prado. Sua irmã sempre foi especial em tudo o que fazia, pensava e dizia. Possuía uma convicção única: viver intensamente com prudência e amor. Em sala, sua presença era ímpar, pois buscava respostas nas entrelinhas dos argumentos, o que a diferenciava de mutos que agiam pelo senso comum. Creio firmemente, que todos que tiveram contato com ela, saborearam um pedacinho de cada integrante de sua família... vocês eram o todo no particular. Agora, por mais difícil que seja aceitar, a Jéssica está no particular de cada um de vocês, de cada um de nós. A presença dela nos faz ter a certeza que viver vale a pena... e que no futuro, todos seremos em todos... Abraços a toda a sua família. Odair Paulo Tognon

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Odair,
      Ela sempre falava de você e das suas aulas.
      Obrigada pela belas palavras.
      Ela é uma pessoa especial.
      bjs

      Excluir
  5. Nossa!!!! neste momento não há palavras...só desejo forças.

    ResponderExcluir
  6. Joyce eu não a conheci, mas sei como é perder alguém amado. Força e fé minha amiga. A melhor forma de honra-la é viver e ficar bem. Tristeza com certeza vem, mas os momentos que passaram é o que importa. Um abraço a todos ai em casa. Beijos

    ResponderExcluir
  7. A morte é dolorosa especialmente aos que ficam. Mas ela encontrou a paz.

    ResponderExcluir
  8. Jó, que homenagem maravilhosa, tenha a certeza que a Jé vive e viverá pra sempre nas nossas lembranças e nos nossos corações! Bjs da madrinha Bel.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia Joyce. Lendo seu post fui lembrando dos momentos que passei com Minha irmã , foram como você descreveu. Ela tinha 23 anos, nunca pensei de outra forma , se não fosse a que ela seria curada , mas Deus a curou e a levou para junto dele . Os momentos com ela foram os melhores e mais intensos que vivi, não existe arrependimentos, ela também soube que era muito amada por todos. No começo é muito difícil mesmo , uma saudade que doía, mas o Espírito Santo foi quem nos consolou todos os dias. Fico feliz por você escrever assim , realmente Não a conheci, mas é um testemunho de vida dela. Que Deus abençoe muito você é sua família

    ResponderExcluir
  10. Só conheci a história da Jessica no dia 11/06, chorei como se a conhecesse. Tenho um filho com FC, dói muito saber que podemos perder a guerra. Força, o amor que sempre esteve com vocês continuará através das lembranças com a Jessica.

    ResponderExcluir
  11. Quando comecei a ler o post, não imaginava que seria sobre isso. Conheci o blog recentemente, então não tinha conhecimento a respeito do problema que sua irmã, Jessica, estava enfrentando. Fiquei extremamente emocionada com o texto, imagino o quanto está sendo difícil lidar com uma morte tão prematura. Pelas fotos é perceptível que tratava-se de uma menina cheia de vida. Acredito que todo mundo na Terra tem uma missão, ás vezes a de algumas pessoas acabam antes que de outras. Pode ser que esse seja o caso dela, sua missão aqui já está cumprida. Espero, de coração, que você, sua família e amigos tenham muita força para superar essa perda. Onde quer que esteja, ela está olhando por vocês. Força!

    ResponderExcluir
  12. Força a torda a família! Que Deus conforte os seus corações. Eu não conhecia a história da sua irmã, mas agora percebo o quanto ela era guerreira assim como aqueles que estavam ao seu redor, unidos para ajuda-la nessa caminhada difícil. Mas tenho certeza que ela sempre estará viva em seus corações por causa do amor que sentem por ela que nunca se acabará.

    ResponderExcluir
  13. Fiquei sabendo do falecimento de sua irmã no face atraves de uma publicação de um amigo que tem ela no face, e confesso que mesmo sem conhece-la fiquei muito impressionada poxa uma menina tão jovem ainda. E até hoje não conhecia essa doença agora vejo o quanto é seria. De todo meu coração desejo muita força pra toda a familia e tbm ao namorado dela. A historia da Jessica me emocionou muito

    ResponderExcluir
  14. Eu desejo a você muita força. Ela está bem, pode ter certeza. Um abração enorme :D

    ResponderExcluir
  15. Li seu post ao mesmo tempo que vi a foto no Instagram, e no momento não conseguia acreditar, ela era tão nova e aparentemente tão cheia de vida. Acompanhei os post da Jessica, e sinto uma enorme gratidão por vcs duas permitirem que eu, assim como outros leitores, se aproximasse mais de vocês. Nesse exato momento minha vontade era poder abraçar vc e seus pais pessoalmente Joyce. Como eu disse no meu comentário do Instagram, eu perdi meu pai muito cedo e não tive uma mãe, e durante boa parte da minha vida existiu uma grande angustia em meu peito e uma dificuldade enorme em aceitar esse tipo de perda. Não sei como vcs estão reagindo a isso, mas é isso mesmo que vc escreveu, o sofrimento dela acabou. A Jessica será sempre seu anjo da guarda, e sim, vocês irão se encontrar um dia, com certeza, tbm acredito nisso. Mas infelizmente não existem palavras de consolos em uma situação dessa Joyce, então só posso agradecer do fundo do meu coração de ter conhecido um pouco da história de vcs. Continue escrevendo sim sobre ela, com certeza essa guerreira deve ser lembrada. E saiba, vc tbm é uma grande guerreira. Meus pêsames <3

    ResponderExcluir
  16. Eu sinto muito por tudo. Imagino o quão difícil deve estar sendo para vocês, mas não desanimem. Acreditem, ela está com vocês, e sempre estará. Meus pêsames. Força! Estarei orando por vocês. Que Deus abençoe e conforte vocês.
    Vá em paz, Jessica.

    ResponderExcluir
  17. Oi Joyce!
    Cada vez que vejo as fotos da sua irmã, meu coração fica apertado. Nem a conheci e sinto que a perdi.
    Sinto muito mesmo por você e pela sua família. Não é fácil, eu sei disso, mas saiba que estamos todos do seu lado se precisar.
    Você é muito especial e torço para que sua dor seja amenizada da melhor maneira possível!!!

    Um grande beijo!!

    Lelê

    ResponderExcluir
  18. meus sentimentos a vc e a toda sua familia, imagino a batalha q tiveram q enfrentar durante o tratamento dela e agora com a ausencia dela, sei pelo q passam pois minha mãe tem DPOC , vive 24 hs ligada a oxigenio, fora outros medicamentos e essa epoca de frio é sempre assustadora pq ela sempre tem crises. Sei q como vcs logo ficarei sem sua presença fisica, porem tenho a certeza q ela está perto de vcs em espirito. bjus

    ResponderExcluir
  19. OI querida...Realmente uma linda homenagem e fiquei muito emocionada com esta notícia. De todo meu coração, desejo força e superação deste momento tão difícil, e com certeza há muitas pessoas que estão mesmo que de longe de dando apoio e força.

    ResponderExcluir
  20. Meus verdadeiros sentimentos Joyce, forças pra vc e sua família. Que Deus conforte o coração de todos vcs.

    ResponderExcluir
  21. Não tenho nem palavras mas que Deus venha confortar os seus corações e tenho certeza que ela está num lugar lindo e perto de Jesus pois é lá que ficam as pessoas especiais. Força ....

    ResponderExcluir
  22. Força pra você amada e pra toda a sua família acredite em Deus que tudo vai dar certo.

    ResponderExcluir
  23. Oi Joyce.
    Que linda sua homenagem a sua irmã.
    Pode ter certeza que lá do céu ela vai estar sempre zelando por você e sua família. Eu sei o quanto é difícil mas pense que ela descansou de todo o sofrimento. Desejo muita força pra você e sua família, e que Deus abençoe vocês.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  24. Oi Joyce, meus pêsames perder alguém amado não é nada fácil,doí muito, eu perdi a minha madrinha no final do ano passado, e me doeu muito isso, ainda doí.Achei maravilhoso que você decidiu fazer uma coluna sobre ela, como você sou católica e creio que a minha madrinha é o meu anjo da guarda, tenho certeza de que a sua irmã é seu.
    Beijos e força!

    ResponderExcluir
  25. Deus nunca nos dá um peso a mais do que possamos suportar, e tudo que aconteceu foi porque Ele permitiu e Ele nunca desampara seus filhos. O mundo está cheio de doenças, pragas, coisas ruins e pessoas ruins, então quando viemos para este mundo Deus já tinha traçado todo o nosso caminho e devemos agradecer a Ele todos os dias pela nossa vida e de nossa família. É duro o que aconteceu com vc e sua família, mas nunca se deixe abater pois o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.
    Amém e que Deus possa te abençoar e aliviar essa dor que vc e sua família estão sentindo.

    Abçs Tamires Fernanda S2

    ResponderExcluir
  26. Oi, Joyce!
    Sinto tanto pela sua dor e perda. Sei o quanto é difícil perder alguém assim tão importante e presente em nossas vidas. Te desejo toda força para passar por esse momento triste. também sou católica e acredito que ela agora é um anjo ao lado de Deus.

    Beijos,

    Rafa {Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
  27. Olá Joyce,

    Que Deus conforte o seu coração e da sua família, uma perda e dor imensurável.....muito triste, ma como você falou para de sofrer, mas com certeza deixou muitas lembranças que acompanharemos aqui....força para você e família!

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  28. Juliano Mattos Rodrigues7 de julho de 2014 10:55

    A vida é uma passagem espiritual pela Terra. Sua irmã foi muito amada, e a história de vocês foi uma história de amor, como posso perceber. A dor da separação sempre existirá, mas Deus, com o tempo, confortará o coração de vocês e levará o amor dela todos os dias no coração de vocês. Um abraço, Juliano.

    ResponderExcluir
  29. Nunca perdi ninguém tão próximo, mas imagino com seja difícil. Afinal se eu chorei, dirá como não foi para vocês da família. Que Deus conforte todos vocês.
    Achei linda sua iniciativa de homenageá-la, em vida ela teve muita sorte de ter uma irmã como você.
    Beijo na testa
    Liih

    http://inquietudessecretas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Eu te amo minha princesa branca de neve

    ResponderExcluir
  31. Que linda homenagem, não sabia que essa doença podia ser tão agressiva, imagino a saudade que você e a sua família sentem dela, uma moça tão bonita e jovem! Mas aqueles que amamos vivem em nós para sempre! <3

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o blog.
Deixe seu link para que eu possa retribuir.
Obrigada e volte sempre :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...