Resenha do livro: A Força dos Quietos de Jennifer B. Kahnweiler

quinta-feira, 19 de junho de 2014




    Título original: Quiet influence: the introvert´s guide to making a difference.
    Editora Gente
    Literatura estrangeira/Auto-ajuda
    Número de páginas: 232


Sinopse: Qualquer pessoa que desempenha um papel, seja ele profissional ou pessoal, precisa influenciar as outras em diversos momentos. E virou ponto comum que grandes influenciadores tomam o centro do palco, conseguem se vender, falam mais alto e são ouvidos pela sua eloquência. Mas nesse mundo em que a extroversão e as aparências parecem governar, os introvertidos acabam sentindo como se não houvesse espaço para as suas vozes. Como influenciar, convencer pessoas e vender ideias quando somos quietos? Quando o lado da vida no qual estamos mais confortáveis é o interior? É aí que entra Jennifer Kahnweiler, que traz as provas de que existe mais de uma maneira de ser influente. A autora mostra como os introvertidos podem ser influenciadores altamente eficientes quando, em vez de tentar agir como extrovertidos, usam suas forças naturais para fazer a diferença.

Eu sou introvertida e quando vi esse livro, logo fiquei interessada porque é sempre bom conhecermos novas estratégias para se destacar no mundo, mesmo sendo reservada e quieta. Ser introvertido é diferente de ser tímido. Timidez é produto do medo e da ansiedade em situações sociais, enquanto a introversão se refere simplesmente à fonte de energia de uma pessoa. 

No ambiente de trabalho, os ocidentais dão muito valor para quem fala muito e gosta de holofotes, porém os quietos também sabem se destacar e suas habilidades são influenciadoras. Influenciar não é forçar, mas aprender com os outros e negociar uma solução compartilhada, por isso os introvertidos são beneficiados porque são pacientes, planejam e perseveram.

Os quietos ou influenciadores silenciosos são aquelas pessoas que fazem tudo acontecer sem utilizar técnicas de face a face. O segredo é não tentar imitar os extrovertidos porque a chance de dar errado é enorme, mas sim aprimorar suas qualidades. O livro não ensina a se tornar extrovertido, mas como os influenciadores silenciosos podem fazer até mais diferença do que os que não são.

Os obstáculos à influencia silenciosa são (concordo realmente):

- Foco em equipes; 
- Ter de falar sobre ideias e realizações; 
- A pressão para agir de modo extrovertido; 
- Tomar decisões rápidas; 
- Reduzidos limites de privacidade; 
- Ser interrompido.

As características dos introvertidos (me vejo em todas hahaha):

- Gostar da solidão;
- Pensam antes, falam depois;
- Guardar as emoções;
- Focar a profundidade;
- Deixar que os dedos falem;
- Agir discretamente;
- Manter assuntos privados... privados.

Segundo a autora, os quietos possuem seis forças que dão origem ao processo de influência silenciosa:

1) Momento de silêncio
2) Preparação
3) Escuta atenta
4) Conversas focadas
5) Escrita
6) Plano de mídias sociais




No livro, temos um teste para sabermos quais forças precisamos aprimorar, pois juntas seus poderes multiplicam, mas não é necessário ser bom em todas. Depois temos capítulos para cada força com casos reais, dicas práticas e até aprender quando o excesso pode se tornar uma ameaça.

As dicas e toques são bem diretos e específicos, o que facilita na hora de colocar em prática. Eu aprendi muito com o livro e pretendo aprimorar as minhas forças que não são necessariamente só úteis para o mundo corporativo, mas também podem ser usadas em outros campos da vida.

A narrativa está bem didática e de fácil leitura. As páginas são amareladas e a diagramação está caprichada com gráficos e divisões do texto. Recomendo para os introvertidos que querem ter um lugar ao sol nesse mundo feito para os extrovertidos.


28 comentários:

  1. Interessante esse livro eu não me considero introvertida, mas depende muito da situação do momento etc...
    Cada dia a gente muda e vai mudando e aprendendo por isso é bom ler livros assim só acrescenta!
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Yasmin,
      Essa transformação que ocorre no ser humano é fantástica. O livro é ótimo.
      bjs

      Excluir
  2. Meu suas resenhas são muito boas <3 Não sou introvertida, mas esse livro parece super interessante!
    Beijos
    Paty
    www.entendademoda.com.br

    ResponderExcluir
  3. Amei sua resenha e taí um livro que vem só a acrescentar, ah a foto da Lili junto teve td a ver, pq no silêncio desse olhar é q se transmiti a imensidão dos sentimentos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Joyce! Creio que a leitura de qualquer gênero sempre é super válida e interessante e este livro me chamou bastante a atenção depois de conferir tua resenha, creio que seja super proveitosa! Dica mais que anotada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Michelli
      Leia que você vai gostar :)
      Obrigada
      bjs

      Excluir
  5. adorei a resenha, amei sua sinopse muito boa, fiquei interessada a ler

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Não gosto muito de livros como de auto-ajuda( não sei bem se esse se enquadra nesse estilo), mas esse realmente me interessou. Além de ter um assunto bastante complicado, ele não só aponta-o e também dá uma solução. Me considero introvertida dependendo do ambiente em que eu estou, agora melhorei ao me esforçar mais, já que era muito preciso para apresentações, agora chego até a me oferecer a explicar e mostrar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nadja
      Pode ser considerado auto ajuda sim, mas ele é muito legal por apontar as dificuldades dos tímidos e o que podemos fazer para contorná-las.
      Leia se puder.
      bjs

      Excluir
  7. Oie Tudo Bem?
    Adore sua resenha.Gostei bastante do Livro acho que também me encaixo nos introvertidos rsrsrs.Sou fã de livros que tem algum tipo de teste,gosto muito tmb de ler augusto cury já leu? Ele é um ótimo escritor.

    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia,
      Nunca li, mas já anotei sua dica :)
      Obrigada
      bjs

      Excluir
  8. Nossa, preciso urgentemente ler esse livro hehe Tá exagerei, urgentemente não, mas preciso lê-lo.
    Me encaixo direitinho nos "sintomas" que a autora descreveu. Não é uma prioridade, mas se tiver a chance o lerei com certeza.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro, mas adorei o assunto que aborda.Há tantas pessoas que sofrem por serem mais recatadas e muitas vezes elas tem muito a oferecer, no entanto, não conseguem se expressar. Acredito que esse livro seja ideal para quem precisa de algum tipo de auxilio quanto a sua personalidade. Não sei se sou de fato introvertida, diria que só em alguns momentos. Não tenho o costume de ler livros de auto-ajuda, mas acredito que esse seria uma leitura bem interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ingrid,
      Esse livro pode ajudar muitas pessoas introvertidas. Vale a pena a leitura :)
      bjs

      Excluir
  10. Bem diferente esse livro hein, eu gostei muito do tema que ele aborda, mas eu não curto muito livros desse tipo, auto-ajuda, mas quem sabe eu venha a dar uma chance a ele, é sempre bom ter conhecimento, e eu sou muito tímida hehehe vai que ele me ajuda.
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila,
      Dá uma chance hahaha. Ele pode te auxiliar :)
      bjs

      Excluir
  11. Interessante esse livro, apesar de não gostar de livros de auto-ajuda mas o que mais gostei foi essa foto linda desse cachorrinho mas fofo do mundo... ^.^

    Abçs :)

    ResponderExcluir
  12. Bem, existe uma atenuante diferença entre timido e introvertido. O introvertido até que consegue se apresentar em publico -por exemplo.
    Interessante que esse livro não parece dizer "mude e seja extrovertido" e sim "vamos aproveitar suas características". Parece mostrar os tipos e tem até teste! Puxa, queria poder fazer e saber as áreas que falho.

    Assim como vc tbm sou introvertida, porém dessas caracteristicas acho que a que menos me destaco é "Pensam antes, falam depois". Eu sou do tipo que fala sem pensar :X

    Ah! Adorei a cachorrinha *3* E fiquei interessada nesse livro pois ele não parece ser linguiça, e olha que não gosto de auto-ajuda. ~_~

    (discordo quando vc diz que o mundo é dos extrovertidos, acho que o mundo pensa que são eles quem comandam, mas na verdade são justamente os opostos que Run the World B)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ingrid,
      Leia se puder. Você vai gostar!
      Obrigada querida <3
      Adorei sua opinião.
      bjs

      Excluir
  13. Oi Joyce!! Amo passar pelo seu blog e ler suas resenhas!!! Eu precisava ler mais, e sinto que devo trabalhar isso em mim, hoje lendo essa resenha, vi exatamente você, seu jeito próprio de ser, quieta, observadora e muito discreta, qualidades primordiais, digo ainda que dentro da sua timidez consigo enxergar muitas coisas boas na sua vida, entre elas essa sua capacidade de ser feliz do jeitinho que és! Ah, eu acho que o mundo não é só dos extrovertidos e sim de pessoas que como você faz uma diferença na vida de
    quem a conhece. Observei que foi umas das resenhas publicadas logo no inicio da nossa trajetória de ter que caminhar sem a Jessica, e você provou que dentro dessa força dos quietos, soube expressar seu maior sentimento de amor, companheirismo e verdadeira amizade. Amei a lilly com esse olhar que diz tanta coisa... Parabéns por esse seu hobby de leitura que eu amo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindas palavras mãe.
      Te amo para sempre <3 <3 <3
      bjsssssss

      Excluir
  14. Joyce,

    Gostei muito do seu blog e da resenha, pois me identifiquei muito com o livro.
    A última foto, do cachorrinho com o livro ficou muito bonita!

    Abraços,

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o blog.
Deixe seu link para que eu possa retribuir.
Obrigada e volte sempre :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...