Resenha do livro: Sete Dias Sem Fim de Jonathan Tropper

quinta-feira, 6 de junho de 2013




                Título original: This is where I leave you
              Editora Arqueiro
              Literatura estrangeira/humor/drama
              Número de páginas: 304


Sinopse: Judd Foxman pode reclamar de tudo na vida, menos de tédio. Em questão de dias, ele descobriu que a esposa o traía com seu chefe, viu seu casamento ruir e perdeu o emprego. Para completar, seu pai teve a brilhante ideia de morrer. Embora essa seja uma notícia triste, terrível mesmo é seu último desejo: que a família se reúna e cumpra sete dias de luto, seguindo os preceitos da religião judaica. Então os quatro irmãos, que moram em diversos cantos do país, se juntam à mãe na casa onde cresceram para se submeter a essa cruel tortura.Para quem aprendeu a vida inteira a reprimir as emoções, um convívio tão longo pode ser enlouquecedor. Com seu desfile de incidentes inusitados e tragicômicos, Sete dias sem fim é o livro mais bem-sucedido de Jonathan Tropper. Uma história hilária e emocionante sobre amor, casamento, divórcio, família e os laços que nos unem – quer gostemos ou não.

Sete Dias Sem Fim é um livro que me fez refletir na mesma proporção que que me fez dar boas gargalhadas porque achei a escrita do autor sensacional. As nuances da história são bem trabalhadas e pude sentir toda a confusão e sentimentos de Judd, deixando o livro tragicômico.

A história dele é trágica: No aniversário de sua mulher Jen, Judd com então 35 anos e casado a quase 10 anos, a flagra na cama com seu chefe, Wade. A partir daí sua vida vira de cabeça para baixo completamente porque fica sem o emprego, sem a esposa e seu pai falece. Com o último pedido do pai, toda a família de Judd se reúne para cumprir o Shivá,  ritual judeu, já que todos estão meio afastados um dos outros.


"Não há nada na vida, nada mesmo, que nos prepare para a experiência de ver nossa mulher trepando com outro homem. É um daqueles acontecimentos surreais que imaginamos em um ou outro momento, mas sem qualquer definição, como morrer ou ganhar na loteria." pág 21

Judd se reúne na casa de sua mãe com Paul, o irmão mais velho e a esposa dele, Alice; Wendy, sua irmã e o marido dela, Barry e Phillip, o irmão caçula e a noiva dele, Tracy. Eles não conseguem demonstrar seus sentimentos tornando essa convivência uma ótima oportunidade para que seus laços se fortaleçam, além de rolar várias situações bizarras, engraçadas e/ou tensas.

Todo o livro é narrado em primeira pessoa por Judd. Eu ri horrores com as observações que ele faz nas cenas ou de sua própria vida. Adorei demais esse lado cômico do livro mas em compensação, a parte trágica também é muito trágica, fiquei deprimida por ele, mas é isso que o torna um livro tão bom. Essa mistura de sentimentos enriqueceu o livro.

Além de Judd ter sido traído, Jen que teve um aborto uma vez durante o casamento deles, fica grávida e para a surpresa de todos é de Judd, já que Wade é estéril. Isso embaralha ainda mais a cabeça de Judd e não é por menos, né. Imagine a situação.

Todos os irmãos tem uma personalidade diferente um do outro: Paul é o mais reservado e sério e está tentando ser pai, Wendy tem 3 filhos pequenos e um marido que não dá muita atenção a ela; Phillip é o irmão que mais dá trabalho a família e Judd está num momento complicado da vida. A mãe é uma figura, super divertida e aberta, o final dela é super diferente. Durante o livro vamos nos deparamos com os dramas de cada personagem.


"O show continua. Estamos todos de volta às nossas cadeiras da shivá... O restante de nós encara a platéia como uma banda de rock em turnê: mesmo repertório, público diferente." pág 146

O pai deles era um homem rígido que não demonstrava afeto pelos filhos depois que cresceram mas todos guardam ótimas lembranças. O falecido pai se dedicou muito ao trabalho e deixou lojas de materiais esportivos para a administração deles e embora não estejam numa situação tão boa, é o que tem.

Durante o livro vamos entendendo melhor cada personagem. O que mais gostei foram Judd, a mãe e Phillip porque são engraçados e verdadeiros. Também são apresentados Jenny, um antigo amor de Judd e Horry e Alice, vizinhos da mãe. Judd vai relembrando de sua vida e tentando dar rumo a sua nossa situação. Achei sensato como acabou o livro.

O livro me tocou. Gostei demais da história e da forma como ela foi contada com humor e tragédia. A narrativa flui muito bem e é uma delícia. As partes do livro são divididas pelos 7 dias da semana e os capítulos apresentam a hora que acontece a cena. A capa está linda demais, adorei as cores escolhidas e o design. Fiquei super curiosa para ler os outros títulos do Jonathan Tropper. As páginas são amareladas e a diagramação é simples.

Recomendo para quem quer dar boas risadas e degustar uma história diferente e trágica.

26 comentários:

  1. Estou receosa pelo trágica, mas fiquei muito interessada por ter humor no livro!!!
    Gostei muito da resenha e e se eu tiver a chance leria esse livro!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaynara,
      O humor é sensacional.
      Obrigada querida.
      bjs

      Excluir
  2. Olá
    Adorei a sua resenha.
    Vou procurar o livro.
    Beijos

    cocacolaecupcake.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi amiga!!! adorei adoreeeeei tudo! já morri de rir com os quotes e quero muito que meu livro chegue logo pra eu leeeer! adoro essas tragicomédias e como eu te falei, é ótimo pra ter um ótimo momento rindo e outros melhores ainda de reflexão :D
    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nanda,
      Que bom rs
      Leia logo que vai adorar!
      Adoro essas tragicomédias
      bjs

      Excluir
  4. gostei da sinopse, mas é um livro que leria mais para frente. Acabei de ler um super triste e trágico, e no momento não quer mais tragédia nem em livros mais divertidos, como esse deve ser, rs. Mas acho que gostaria de ler mais para frente

    tem uma tag para você no blog: http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/2013/06/tag-10-temas-e-10-livros-2.html

    bjus

    ResponderExcluir
  5. Eu to bem curiosa para ler esse livro, porque ele tem uma premissa BEM legal. O problema é que eu li outro livro do autor com essa mesma expectativa de encontrar algo legal, mas me decepcionei muito. :(

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luara,
      Que pena que não gostou do outro
      bjs

      Excluir
  6. Eu fiquei muito curiosa só com a sinopse,já estou louca para ler este livro.
    Bjs!
    http://pocketlibro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Como assim eu ainda não conhecia esse livro? Fiquei super curiosa para ler, parece ser bem interessante, eu gosto muito de histórias que focam nas relações familiares apesar do lado trágico sua resenha mostrou que é um livro super ddivertido. Quero ler.

    ResponderExcluir
  8. Amei a resenha mesmo assim não sei se seria o tipo de livro que faria eu gastar meu rico dinheirinho :/
    Super Abraço, Victor Rosa
    encantosparalelos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Muito bom o livro.E sua resenha me despertou a curiosidade sobre a história e me interessei muito.Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Amei duas características do livro: sua capa, simples e bela.
    E a dualidade de emoções e sentimentos!
    Ana.
    http://umlivroenadamais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. O livro tem bastante decepções trágicas, mas parece haver um final feliz e isso envolve qualquer leitor.

    ResponderExcluir
  12. Em termos do livro ter traição, quero saber se ele vai perdoar a mulher e a familia por sua vida, ou se irá culpa-los.. Afinal queria muito ler o livro e saber do final dele !!

    Gostei muito da resenha Joyce Gadiolli, O seu amor pelos livros é parecido com o meu, dar vontade de mostrar para o mundo todo. :)
    Meu E-mail: Raquel_nunes17@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  13. Adorei sua resenha! Nunca tinha ouvido falar desse autor. A história me interessou pra caramba, adicionarei na minha lista de desejados hehe
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Amei sua resenha ´nunca tive oportunidade de ler o livro mais parece ser ótimo

    ResponderExcluir
  15. Ótima Resenha!
    Me deixou mega curiosa para leo o livro.
    Bjus

    ResponderExcluir
  16. Adorei a resenha, fiquei com vontade de ler, parece ser o tipo de livro que me prenderia do começo ao fim.

    ResponderExcluir
  17. Amei, amei, amei...seria tragico se não fosse cômico? O livro parece muito bom, contando as tragédias da vida de Judd de uma maneira engraçada! Sua resenha me deixou doidinha pelo livro, parabéns!!!! Bjão!

    ResponderExcluir
  18. Ah, bem que a capa poderia ser melhor e despertar o interesse do leitor... Não daria nada pelo livro não fosse sua resenha!
    O livro tem tudo que adoro numa leitura: conflitos familiares, relações desgastadas e recisando ser resolvidas ou resgatadas, traição, tentativas de levar a vida adiante depois de perdas... muito bom! Adoro dramas assim, especialmente quando tem boa dose de humor e me faz rir, além de refletir.
    Ponto pra vc, que fisgou uma nova leitora para o livro!

    ResponderExcluir
  19. Nossa, o livro parece ser bem contraditório, misturando o cômico com o trágico. Muita vontade de lê-lo.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o blog.
Deixe seu link para que eu possa retribuir.
Obrigada e volte sempre :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...