Resenha do livro: Na Minha Pele de Kate Holden

quarta-feira, 24 de julho de 2013




               Título original: In My Skin
               Editora Novo Conceito
               Literatura estrangeira/biografia
               Número de páginas: 240

Como uma pessoa inteligente e delicada, vinda de uma infância feliz e de um lar com pais compreensíveis e carinhosos acaba no mundo das drogas e da prostituição? No livro Na Minha Pele, Kate Holden, nascida em 1970 na Austrália, destrincha os caminhos que levam ao submundo. De adolescente tímida à recém-formada em literatura, ela viu-se viciada em heroína e lançada a um mundo de prostituição e pobreza nas ruas e nos bordéis. O que difere Kate de outras autoras que descrevem suas memórias do mundo das drogas e do sexo, no entanto, é que Na Minha Pele reserva ao leitor uma passagem para uma viagem junto à protagonista que deixa às claras todos os labirintos e obstáculos que mudaram radicalmente o destino da autora, quase destruindo sua vida. Afinal, não foi a necessidade financeira que levou Kate rumo à prostituição, mas o prazer do vício. Kate reina no contraste: sentia prazer em se drogar e uma sensação agradável ao ser admirada pelos homens que pagavam para ter seu corpo. O leitor ainda acompanha Kate em sua viagem de volta do inferno, a mais trabalhosa, dolorida e sábia de todas.

Livro para maiores de 18 anos!


Eu gosto muito de biografias porque podemos vivenciar as experiências e descobrir a realidade da pessoa retratada no livro. Gosto especialmente das biografias em que o próprio autor narra sua vida em primeira pessoa porque fica muito mais realista e podemos criar vínculo com sua história de forma mais intensa e foi isso que ocorreu nesse livro.

Descobri esse livro por acaso nos milhares de livros disponível na promoção das Lojas Americanas e me interessei depois de ler a sinopse porque gosto de livros com temas fortes e esse retrata as drogas e a prostituição contada por Kate.

Kate é uma australiana nascida em 1970 que tem uma família amorosa. Ela é uma universitária com uma vida confortável e que trabalha numa livraria porque adora livros, mas aos 23 anos sua vida muda drasticamente depois que ela começa a namorar James. Ela fica grávida dele com 2 meses de namoro e pratica um aborto.

James e seus amigos começam a usar heroína (droga injetável) para experimentar e excluem Kate dos encontros. Eles não a convidam para a usar a droga, mas ela quis usar para experimentar porque se sentia uma fracassada por não fazer isso. E bastou pouquíssimas vezes para se tornar uma dependente da heroína. Kate passa a consumir diariamente a droga junto com James e seu dinheiro não para mais na sua mão, até que ela pega dinheiro do seu emprego e é demitida.

James com muita força de vontade consegue se livrar do vício e eles terminam o relacionamento. Kate se vendo sem dinheiro revolve pedir ajuda para seu traficante de drogas e ele a leva para fazer ponto nas ruas. A partir desse momento ela se transforma numa prostituta para alimentar seu vício. Kate tem que aprender a se virar para sobreviver nesse mundo e passa por poucas e boas.


"Eu me perguntava se algum dia faria sexo por vontade própria de novo. Se alguém ainda iria me desejar depois daquilo. Como eu poderia recuperar a inocência? Não valia a pena pensar nessas coisas." pág 79

Kate passa um tempo numa casa de desintoxicação, mas quando volta para as ruas começa a usar novamente, fazendo sua família sofrer muito. Ela conhece Robbie, outro usuário da heroína, e passam a morar juntos e é quando ela começa a trabalhar em bordéis. É impressionante o que ela faz lá, já que faz de tudo mesmo e é impactante descobrir o dia-a-dia desse submundo. O livro mostra como ela conseguiu superar essa triste fase de sua vida também.

O livro é narrado em primeira pessoa por Kate e é cru, direto e sem rodeios. Tem termos chulos e apresenta suas atividades como prostituta. Também apresenta como ela se transformou em outra pessoa quando foi viciada em heroína e como ela tinha orgulho de ter essa profissão. Ela narra seus sentimentos e o que passou na época com a droga e seus clientes. A diagramação é simples e as folhas são amareladas. A capa tem um quê de meiguice e rebeldia. Acho que combinou com o tema. 

Eu achei interessante por retratar esse mundo distante que gera curiosidade e para provar que é possível renascer das cinzas, não importando o seu passado. A história de vida de Kate não é um bom exemplo para ninguém, mas mostra que sempre é possível se transformar e ter uma nova vida, antes que seus atos te mate.

Drogas não prestam. Elas transformam seus usuários em zumbis e viciam rapidamente. Não vale a pena estragar sua vida por curiosidade ou por medo de rejeição, além de fazer gastar muito dinheiro e depois ser obrigado a se prostituir ou a roubar para consegui-lo. DIGA NÃO AS DROGAS!

Recomendo o livro para quem tem mais de 18 anos, pois o livro é forte e trata de uma triste realidade que é chocante. 

26 comentários:

  1. Oi Joyce, tudo bem?
    Parece ser um livro interessante, além do mais levanta um assunto que não se deve ignorar hoje.
    Deve ser muito bom fazer esta leitura.

    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Letícia,
      Ele tem um assunto bem polêmico.
      Eu gostei de ter feito a leitura.
      bjs

      Excluir
  2. Confesso que não sou fã de biografias, mas essa em especial me chamou a atenção pela sinopse e sua resenha. Mais parece uma biografia em formato de romance (não aquele romântico, é claro! rsrsrsrs), por isso acho que a leitura deve ser boa, e também por ser bem direta, como você disse :)

    Confira nossas novidades!
    http://autoracarolinaribeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol,
      Que bom que se interessou. Você tem razão, o livro parece um romance e nos prende até o final.
      bjs

      Excluir
  3. Oi Joyce! Como sempre arrasando nas resenhas :) mas eu não sou fã de biografias, meu negócio são romances com finais felizes mesmo hahaha eu sou incorrigível! mas um dia eu mudo :p coitada dessa menina :( drogas são mesmo uma droga...
    beeijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda,
      Obrigada querida :)
      Romances são a sua cara mesmo rs
      Ela sofreu mesmo.
      bjs

      Excluir
  4. Não tenho nada contra a biografias e até tenho curiosidade de ler algumas, mas essa particularmente não chamou a minha atenção.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu gostaria de ler, parece Bruna Surfistinha né
    Beijos
    http://segredosdacahlima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, o Blog We Want Dreaming te indicou em um selinho!
    http://wewantdreaming.blogspot.com.br/2013/07/selinho-versatile-blogger.html

    ResponderExcluir
  7. Olá Joyce!
    Obrigada pela visita lá no blog, adoro suas resenhas, sempre são ótimas!
    Sabe, nunca li biografias, mas seria interessante ler algumas :)
    Beijos,
    Nati,
    http://nataliascholze.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Natalia,
      Obrigada querida :)
      Leia sim algum dia, são bem interessantes.
      bjs

      Excluir
  8. Gosto de livros "crus, diretos e sem rodeios"
    Adorei a sinopse desse livro!
    Não tinha ouvido falar dele ainda. É novo por aqui? Me parece ter uma premissa bem interessante, mesmo!!!!!!
    E agora estou querendo acrescentar à minha lista e estou começando a ficar com medo da quantidade de livros nela. kkkkkkkkkkkkkkk

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol,
      Eu também gosto.
      O livro me fisgou pela sinopse. Ele é antigo já, edição de 2005.
      Adicione sim rsrs
      bjs

      Excluir
  9. Oi Joyce, apesar de biografias não serem meu gênero preferido, adorei a sua resenha e fiquei com vontade de ler o livro. Valeu a dica. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  10. Nunca li mas parece bem interessante! Mesmo sendo de menor (tenho 15) gosto bastante desse tipo de leitura. Adorei a resenha.
    www.espacegirl.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriela.
      Esse tipo de leitura é muito interessante e leia por sua conta em risco por ser menor de 18.
      Obrigada
      bjs

      Excluir
  11. Oi Joyce!
    Que saudade que eu estava de ler seu blog...
    Parece ser uma obra interessante!
    Andei meio sumida, mas cá estou eu de volta, sempre espiando o que você posta!

    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Belle,
      Que bom :)
      Te espero sempre por aqui
      bjs

      Excluir
  12. Tambpme nunca o li e nem conhecia mas parece legal
    já seguindo, retribui?
    lamourmonage.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Bom dia Joyce,

    Mais um livro que fico conhecendo no seu blog, achei bem interessante, gosto de livros biográficos, não gostei da capa, mas sua resenha me deixou curioso...boa dica....abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o blog.
Deixe seu link para que eu possa retribuir.
Obrigada e volte sempre :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...